Advogado de pensão alimentícia: conheça os seus direitos!

Advogado de pensão alimentícia: conheça os seus direitos!

03 Ago

Você precisa de um advogado de pensão alimentícia? Ao contrário do que você pode imaginar, encontrar-se nessa situação é algo muito comum. O divórcio e a separação tiveram um aumento de casos nos últimos anos e, consequentemente, o mesmo aconteceu com as solicitações de pensão alimentícia.

 

Porém, nem sempre o divórcio é algo fácil de se lidar, principalmente com as preocupações em relação ao futuro de uma ou mais crianças. Com tantas coisas na cabeça, como é possível garantir os seus direitos e passar por toda essa turbulência de uma forma mais tranquila?

 

É justamente neste ponto em que entra o advogado. Afinal, a maioria das pessoas não sabe como funciona a pensão alimentícia até que precise lidar com esse assunto. Então, antes de mais nada, é preciso entender melhor como funciona toda esta situação para que, posteriormente, você possa fazer a melhor escolha em relação ao profissional que vai entender os seus interesses e o futuro da criança.

 

 

Pensão alimentícia: quais são os meus direitos?

 

Em primeiro lugar, vamos entender o que é a pensão alimentícia. A palavra “alimentícia” que caracteriza o termo é responsável pela confusão de muitos pais, acreditando que o valor estipulado engloba apenas a alimentação. Porém, a verdade é que este cálculo inclui qualquer gasto que seja relacionado à saúde e bem-estar da criança. Logo, ele pode englobar:

 

  • Fraldas;
  • Vestuário;
  • Escola;
  • Plano de saúde;
  • Medicamentos;
  • Transporte;
  • Lazer e mais.

 

Sendo assim, o valor a ser solicitado pelo advogado de pensão alimentícia engloba muito mais do que apenas a comida. Isso porque a lei entende que os pais são responsáveis por muito mais do que apenas nutrir a criança. Eles devem também zelar pelo seu bem-estar e garantir as condições necessárias para um crescimento saudável.

 

Além disso, nem todos sabem que a pensão não precisa ser solicitada exclusivamente pela mãe. Embora essa seja a maioria dos casos, também existem alguns casos em que o pai fica com a guarda da criança e, nesta situação, ele também pode solicitar a pensão para ser auxiliado com os custos de cuidados com o filho.

 

Por último, é importante ter em mente que, uma vez estipulado, o valor da pensão não é vitalício. Depois de um tempo, caso o guardião da criança identifique essa necessidade, o advogado de pensão alimentícia também pode solicitar a revisão do valor. Dessa forma, ele garante que o valor seja adequado às altas na inflação e nos preços dos itens que asseguram o bem-estar da criança.

 

 

Eu preciso contratar um advogado de pensão alimentícia?

 

Nem sempre um divórcio ou separação é uma situação hostil. Muitos casais buscam uma situação amigável e, para isso, fazem de tudo para evitar que o caso vire uma ação judicial. Na ocasião, eles podem firmar acordos verbais em relação ao valor da pensão alimentícia. Porém, infelizmente, o acordo verbal não garante a segurança de acordo com a lei.

 

Dessa forma, não há dúvidas de que a contratação de um advogado pode trazer muitos benefícios para o guardião da criança. Afinal, o amparo judicial vai garantir um valor adequado para a pensão e também o seu cumprimento. O papel do advogado é defender os interesses do cliente e das crianças, garantindo que a ação alimentícia seja um sucesso e o cliente em questão tenha o amparo legal e financeiro para cuidar da vida familiar.

 

Sendo assim, o advogado será o seu mediador diante do Poder Judiciário, indicando os melhores passos para a defesa legal e as questões burocráticas que envolvem a pensão alimentícia.

 

 

Quanto custa um advogado de pensão alimentícia?

 

O custo do processo vai variar de acordo com cada caso e cliente. Por isso, a consulta inicial caracteriza a primeira etapa da ação alimentícia.

 

Neste primeiro momento, o objetivo do advogado é entender melhor a situação. Por isso, ele pode solicitar informações adicionais, como a causa da separação, documentos que comprovem suas condições econômicas, saber mais sobre a quantidade de filhos e a idade dos mesmos, enfim. Ele vai buscar todos os dados que o ajudarão a definir o valor da pensão alimentícia.

 

Também é responsabilidade do advogado definir quem deve ser o pagador da pensão, mesmo que não seja o pai biológico da criança. A outra parte também tem direito à defesa e o caso é levado ao Poder Judiciário, cabendo ao juiz a decisão final de valor e pagamento da pensão.

 

O advogado de pensão alimentícia também é especialista em direitos da família. Por isso, além do conhecimento teórico da legislação vigente, ele também conta com competências imprescindíveis para atuar na defesa de suas clientes. A empatia, transparência e inteligência emocional também são fatores muito importantes!

 

Logo, se você busca um profissional de confiança, não perca mais tempo. Entre em contato com nossos especialistas agora mesmo e evite maiores dores de cabeça. Até breve!

Possui
alguma dúvida?


E-mail
contato@brunojussiani.adv.br

Endereço
Rua Jamil Felix Naglis, nº 493
Vila Nascente, Campo Grande - MS

Ver no google maps

Rua Barão de Melgaço, nº 3916
Centro Norte, Cuiabá - MT

Ver no google maps

Bruno Jussiani Advocacia

Bruno Jussiani com sede em Campo Grande desde 2009, tem atuação preponderante no Mato Grosso do Sul, não obstante podendo atender clientes em todo Brasil.

Desenvolvido por SunsetWeb - 2021

Fale com o atendimento

Clique para chamar