Advogado falimentar: o que faz e como contratar?

Advogado falimentar: o que faz e como contratar?

03 Ago

Você sabe o que faz e como contratar um advogado falimentar? Em uma situação tão vulnerável quanto a falência, muitas pessoas não sabem quais são os seus direitos e como é possível conduzir este tipo de processo da forma mais confortável possível. Neste momento, o envolvimento de um advogado pode tornar as coisas muito mais fáceis para você e garantir que você tenha tudo o que precisa para se reerguer.

 

Porém, antes de contratar o advogado especialista, é preciso saber um pouquinho mais sobre o que caracteriza a falência e quais são os próximos passos.

 

 

Quando uma empresa deve pedir falência?

 

Ao encontrar-se em uma situação de inadimplência, existem duas coisas que a empresa pode fazer. A primeira delas é pedir a recuperação judicial.

 

Segundo a Lei 11.101 de 09 de fevereiro de 2005, em seu artigo 47, a recuperação judicial segue a finalidade de permitir a superação da crise econômico-financeira do devedor, a fim de permitir a manutenção da fonte produtora, do emprego dos trabalhadores e dos interesses dos credores. Assim, consegue-se a preservação da empresa, sua função social e o estímulo à atividade econômica.

 

Em suma, a recuperação judicial pode ser solicitada para que a empresa não precise decretar falência, conseguindo acordos com os credores para que a instituição possa se reerguer. Porém, caso os acordos não sejam possíveis ou a empresa se encontre na situação de extrema dívida, recomenda-se a falência.

 

 

O que é a falência de empresa?

 

A contratação do advogado falimentar tem como objetivo a condução do processo de falência. Nesse caso, trata-se de uma espécie de concurso dos credores, sendo um processo de execução coletiva em que os credores buscam o ativo da empresa para que exista um pagamento passivo ao rol de credores da empresa falida.

 

A orientação jurídica é recomendada para que o empresário falido não seja lesado no procedimento falimentar. Além disso, o advogado vai garantir também que todo o projeto seja justo, principalmente no caso da análise de créditos, arrecadação de ativos e a isenção de crime falimentar. Afinal, apenas o advogado especialista tem o pleno conhecimento da lei falimentar e pode auxiliar os empresários neste momento de vulnerabilidade.

 

Assim que o advogado se envolve no caso, ele encaminha todas as ações existentes contra a empresa falida para o juízo da falência. Por sua vez, a instituição vai julgar as demandas e o advogado tem como função a defesa de seus interesses.

 

 

O que acontece depois que é decretada a falência?

 

Assim que decreta-se a falência de uma empresa, o empresário perde a administração de seu patrimônio e não pode mais exercer atividades empresariais. Essas atividades passam a ser de responsabilidade de um administrador judicial, sempre nomeado pelo Juiz envolvido no caso.

 

Sendo assim, o papel do empresário torna-se auxiliar do advogado falimentar, intervindo como assistente nos casos em que a massa falida for interessada. O empresário consegue defender seus interesses neste procedimento, devendo também comparecer aos atos da falência e disponibilizar todas as informações solicitadas pelo juiz.

 

 

Por que eu deveria contratar um advogado falimentar?

 

Como você já deve estar imaginando, a contratação de um advogado pode fazer toda a diferença na condução do seu processo. Afinal, o acompanhamento de um advogado falimentar tem como objetivo diminuir os prejuízos da situação falimentar.

 

Por ser algo burocrático e que muitas pessoas não conhecem, a falência pode acontecer de uma forma injusta e que comprometa ainda mais o empresário envolvido. Por isso, o advogado vai atuar na defesa dos interesses particulares do empresário, guiando o cidadão por toda a ação judicial e fornecendo ferramentas que facilitam a recuperação do negócio.

 

O advogado atua em todas as fases do procedimento falimentar, desde sua defesa inicial, até a extinção das obrigações. Além disso, ele também faz a análise de créditos habilitados, valores agregados aos bens da empresa e a defesa de um eventual crime falimentar.

 

 

Quanto custa o advogado falimentar?

 

De acordo com a OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, existe um valor mínimo e um valor máximo a ser cobrado pelos advogados atuantes de cada município. Logo, se você quer ter uma ideia melhor deste valor, vale a pena conferir a tabela da OAB de sua cidade.

 

Antes de elaborar o orçamento, o advogado falimentar vai entender melhor o seu caso e as suas necessidades durante a consulta inicial. Com as informações em mãos, ele poderá oferecer o melhor custo para o seu cliente, deixando explícitas todas as informações relacionadas aos valores e sua atuação no processo.

 

Vale lembrar que a confiança entre cliente e advogado é uma das coisas mais importantes a serem consideradas na contratação. Por isso, se você quer saber mais sobre o processo falimentar e como podemos ajudá-lo, aproveite agora mesmo para contatar o nosso time de especialistas e dar os primeiros passos na reconquista do controle de sua vida profissional.

Últimas Postagens

Possui
alguma dúvida?


E-mail
contato@brunojussiani.adv.br

Endereço
Rua Jamil Felix Naglis, nº 493
Vila Nascente, Campo Grande - MS

Ver no google maps

Rua Barão de Melgaço, nº 3916
Centro Norte, Cuiabá - MT

Ver no google maps

Bruno Jussiani Advocacia

Bruno Jussiani com sede em Campo Grande desde 2009, tem atuação preponderante no Mato Grosso do Sul, não obstante podendo atender clientes em todo Brasil.

Desenvolvido por SunsetWeb - 2021

Fale com o atendimento

Clique para chamar